Kit de Vidro Elétrico: Vantagens e Desvantagens, vale a pena ter?

Está pensando em comprar um carro novo ou seminovo e tem dúvidas se vale a pena comprar um veículo com kit de vidro elétrico? Ou você já tem um carro e quer instalar o kit? Saiba mais sobre esse item no artigo de hoje e veja as vantagens e desvantagens do kit de vidro elétrico!

Como funciona o kit de vidro elétrico?

O kit de vidros elétricos funciona basicamente substituindo as manivelas do veículo e ele é composto por:

  • 1 par de equipamentos para os vidros elétricos;
  • Até 2 módulos sensorizados;
  • Molduras de acabamento;
  • Botões/ Interruptores;
  • Chicote.

Com esses itens, os módulos sensorizados controlam os sinais que os botões enviam, fazendo com que os equipamentos dos vidros obedeçam os comandos.

O chicote do kit se refere à fiação necessária para conectar os componentes e fazer com que eles funcionem em sincronia.

Ao ir a uma loja de acessórios automotivos, sempre verifique a autenticidade do chicote, analisando se os fios são 100% cobre, feitos de material anti-chamas e de preferência com garantia de 1 ano.

Quais as vantagens dos vidros elétricos?

Em primeiro lugar, os vidros automáticos oferecem comodidade tanto ao condutor quanto aos passageiros, já que você não precisa se esforçar girando manivelas para controlar os vidros. Ao estacionar o carro, por exemplo, os vidros são fechados automaticamente.

Outro ponto positivo é que o fato de não precisar das manivelas, que requer um processo manual e lento, garante a sua segurança pessoal. Isso porque, com o controle total dos vidros, o motorista:

  • Evita acidentes com crianças pequenas;
  • Agiliza a subida dos vidros em locais perigosos ou muito movimentados;
  • Garante que todos os vidros se fechem automaticamente após o acionamento do alarme.

Considerando também que essas manivelas costumam ficar “duras” com muita facilidade, o vidro elétrico poupa gastos de manutenção.

Por último, ao contrário de outros acessórios para carro, como os vidros elétricos são focados em segurança, eles valorizam o preço do veículo, principalmente para revenda.

Quais as desvantagens dos vidros elétricos?

No caso dos vidros elétricos, a única desvantagem é que em caso de manutenção do equipamento, o conserto pode sair um pouco mais caro que se fosse com manivelas.

Porém, os vidros elétricos falharem não é algo tão comum e hoje em dia, muitas empresas de acessórios automotivos vendem os equipamentos do kit separadamente.

Assim, você pode substituir apenas a peça estragada, sem a necessidade de trocar todo o kit.

O valor do kit em si também costuma ser um pouco alto, entre R$ 400 a R$ 700, mas como é um investimento a longo prazo, vale à pena.

Como escolher o kit certo para o meu carro?

Para escolher o kit de vidros elétricos ideal para o seu veículo, sempre avalie a compatibilidade do equipamento com o seu carro para não comprar um conjunto para o modelo errado.

Outro fator essencial é observar as funcionalidades que o kit oferece além da sua função principal, como por exemplo:

  • Alívio de pressão, sistema que reduz o impacto no movimento dos vidros;
  • Módulo antiesmagamento, função que impede os vidros de subirem ao surgir um obstáculo;
  • Temporizador para subida automática dos vidros.

Além disso, sempre procure empresas que ofereçam peças genuínas e tenham experiência de mercado.

E na hora de instalar o kit?

O indicado é instalar seu kit direto na concessionária, pois com os diversos modelos de fiação e compatibilidade com carros, um instalação caseira pode não dar certo e causar curtos circuitos futuramente.

A instalação nas concessionárias costuma sair em torno de R$ 450, mas você pode arriscar instalar por conta própria, sendo fundamental ter em mãos o manual de ligação que vem incluso no kit.

Ainda tem alguma dúvida sobre o kit de vidros elétricos? Deixe seu comentário!