SLIDE

20 abril 2016

Entrevista com o cantor mineiro Tomm

Que Minas Gerais é uma terra de grandes talentos disso ninguém duvida! Grandes astros da música nacional saíram do estado de Minas para o país e por que não, para o mundo?
E há mais um grande talento surgindo da terra dos "come quieto", embora que de quieto TOMM não tenha nada, pelo contrário, o cantor de 18 anos, compositor de sua música de estréia chegou fazendo barulho e garante que veio pra ficar.
Apesar de a música se chamar "Não Me Olha Assim", é impossível não olhar para este mineiro de Belo Horizonte, que vive em Conselheiro Lafaiete, cheio de estilo e com um som que tem tudo pra dominar, nesta entrevista o cantor nos  fala sobre como começou no meio musical, nos revela quais são seus próximos projetos e como tem sido e a receptividade do seu público!
vamos conhecer?




1- Olá Welligton, primeiramente é um prazer recebê-lo no De tudo um pouco.

Olá Silvânia! Será um prazer responder às suas perguntas, vamos lá!


2- Sua música de estréia "Não me Olha Assim" tem recebido muitos elogios do público, como você se sente com toda esta repercussão, sendo que você é o compositor da mesma?

R: Bom, como compositor é um grande prazer poder perceber que as pessoas conseguem absorver a mensagem que eu quis passar quando a escrevei, afinal eu entendo que a música trate disso, de transmitir alguma coisa para quem ouve, quando recebo os elogios percebo que as pessoas estão compreendendo minha mensagem .

3- Como funciona  escolha do seu repertorio para shows?


R: Já a respeito do repertório,  procuro ser o mais eclético possível, mas encaixando as músicas ao ambiente e ao publico presente, busco também não fugir muito do pop, que é a minha essência . Até mesmo para que o show funcione como um todo, demonstrando clareza .


4- O estilo que escolheu para cantar, se deve a alguma influência musical?

R: Bom, posso dizer que sim. Desde pequeno, o pop sempre esteve presente entre os estilos que eu escutava em casa. Mas agora estou passando por uma fase de mudanças, tanto em meu conceito de carreira, quanto na vida pessoal mesmo, acaba sendo um reflexo, e eu sabia que essa hora viria, é como se o tempo me cobrasse mais amadurecimento e clareza sobre as minhas músicas, é como se a mensagem a ser dita, seja outra, e é também uma transição para onde eu planejei estar daqui um tempo. Boas coisas estão por vir, vamos aguardar .





5- Qual tem sido a receptividade do público ao seu trabalho?

R: Costumam dizer que " a voz do povo, é a voz de Deus ", então fico muito feliz em ver que meu trabalho é bem aceito pelas pessoas, embora existam sim, algumas críticas, acredito que tudo é válido quando tratamos de opiniões diferentes, de pessoas diferentes, eu busco cativar as pessoas e mostrar pra elas que o diferente pode ser legal, e elas podem gostar disso .

6- Além de cantor, você é compositor, poeta e desenhista, como divide seu tempo entre a música e as outras atividades?

R: Bom, sempre fui muito ligado à arte, em todas as suas variações. O desenho se mostrou primeiro, desde bem pequeno, a escrita e a música foram naturais, é como se elas sempre estivessem presentes em mim, mas tiveram a hora certa para aflorar. E é tudo uma loucura mesmo, nada planejado, posso estar conversando com você agora e pensando em um refrão novo pra alguma música, ou em criar algum desenho ou poema pra expressar tal opinião, costumo ser muito intenso .


7- Você ganhou seu primeiro violão aos 12 anos de idade, quem o presenteou com o instrumento? O quanto isso influenciou para que você seguisse a carreira musical?

R: Sim, aos doze minha mãe foi quem me deu o primeiro violão, que guardo até hoje com muito amor, embora já tenha outros instrumentos. Na época lembro que minha vontade de embarcar na música era enorme, e eu precisava de algum instrumento para entrar nesse universo, ele veio como um portal, pra que eu pudesse aprender outras coisas depois .




Deixe um recado para seus fãs.

R: E o que posso dizer para as pessoas, é que nós somos os únicos representantes dos nossos sonhos em Terra, somos únicos, e por isso devemos enfrentar todo e qualquer obstáculo para alcançar o nosso objetivo. Nunca foi e nem será fácil, mas as nossas forças se revelam nos momentos de mais fraqueza .

Obrigada pela entrevista, foi um prazer recebê-lo no blog, seja sempre bem vindo

Muito obrigado pelo espaço, sucesso ao blog, e um grande abraço! 

Querem conhecer mais do cantor? Curta sua página no Facebook,se inscreva em seu canal do YouTube, Siga o Instagram.
Ouçam o sua música de estreia, Não Me Olha Assim.







Curta nossa página para não perder nenhuma novidade! Amanhã temos Rebbeca Cruz na coluna Profissão Escritor! Não percam!
Já está participando do sorteio de 20 livros que estamos fazendo em parceria com o blog Café com Livros?
Não? Então clique aqui e participe. São 20 livros e 2 ganhadores.






COMENTE PELO BLOG!

6 comentários:

  1. Acabei de ouvir e amei a musica
    Parabens cara vc promete sucesso
    Um abraco de Mm
    www.maysesmodamour.it

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi May, que bom que gostou da música, o Toom, realmente tem muito talento!
      Obrigada pela visita e seja sempre bem vinda!

      Eliminar
  2. Excelente entrevista.
    Sucesso Tomm!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paulinea, seja sempre bem vinda!
      E parabéns pelo sobrinho tão talentoso.

      Eliminar
  3. MA-RA-VI-LHO-SO! ❤️
    Sucesso amigo! 😘

    ResponderEliminar
  4. Sou de Minas Gerais! Amo demais meu estado!
    Parabéns pela entrevista! Obrigada por voltar a visitar meu blog!

    Estou vendendo alguns livros, se você tiver interesse:
    https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1794854644068735&id=1754396944781172

    Agora descobri o frete por registro modico para livros que sai mais barato!

    bjs

    http://nandaaflordapele.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital