05 novembro 2015

Respeite, por Joyce Xavier



Deve ser muito chato ter razão em tudo, não saber ouvir e somente querer julgar. Deve ser insuportável ser assim.
Durante muito tempo, eu achava que só a minha opinião era a certa e que tudo tinha que ser da minha vontade, mas de repente senti um tapa bem filha da puta na minha cara e tive que acordar pra vida. Aprendi a calçar a sandália da humildade, comecei a valorizar a minha família e controlar os meus impulsos. Calei-me quando fui julgada, chorei e percebi que assim como eu, todos têm defeitos. Comecei a enxergar o lado bom das pessoas, pois o negativo não estava nelas, estava em mim. E percebi que o mundo não estava contra mim, eu estava contra o mundo por não saber ouvir, por achar que era sábia demais e acabei sozinha.
A solidão me ensinou bastante e mesmo com defeitos intoleráveis, eu aprendi que o palco não era só meu e que meu show era ridículo. Alguns diziam, que era coisa de gente ruim, mas eu posso dizer, que era atitude de criança mimada. Carrego comigo atitudes infantis, não nego, mas tenho aquele olhar de bondade, de acreditar nas pessoas e no amadurecimento do ser humano, eu ainda estou amadurecendo também. Me recriando e aprendendo, saio com marcas e às vezes ilesa, de algumas guerras desnecessárias por insegurança, mas necessárias para viver.
E estou aqui, não tão certa, mas absorvendo somente o que me traz paz e é do bem. E isso que quero pra mim, por mais que seja difícil e complicado, tento transmitir até nas entrelinhas. Eu aprendo todos os dias com as milhares de pessoas que estão ao meu redor, não é questão de "fazer cena" e sim, de saber respeitar.

Aquele abraço!

Joyce Xavier




COMENTE PELO BLOG!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital