22 outubro 2015

Ontem, por Joyce Xavier

Ontem ao arrumar minhas malas, você pediu para que eu ficasse. Implorou para que eu o abraçasse e apagasse tudo aquilo que me fazia chorar. Ontem você recolheu os pedaços de nossas fotografias rasgadas através da minha dor. Você desconversou e assumiu o auto fracasso ao tentar ser honesto com o amor que não tem mistério. Ontem você bloqueou todas as portas para evitar minha saída, para que eu continuasse a acreditar em suas mentiras. É, foi ontem.


 E hoje acordei com os olhos inchados e o corpo metralhado pelas verdades disparadas em ilusão. Apaguei seu número da minha agenda, fui viajar, tentei morar em outro lugar, mudei meus planos, virei a página e troquei o disco. Não me arrependo e ainda não compreendo o ontem que me fez sofrer e o hoje que me faz viver.

Joyce Xavier, A tal da Joyce Xavier











COMENTE PELO BLOG!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital