SLIDE

05 agosto 2015

O enxoval do bebê...hora do passeio e roupinhas


Oi gente...como vocês estão?

Hoje vamos falar sobre a hora do passeio com seu bebê e tbm da parte mais gostosa do enxoval ...as roupinhas.
Gente..roupinhas de bebê sao tão irresistíveis ,ne...uii delicia rsrsrs

Eu só nao saio comprando tudo por aí pq ainda sou tentante...e isso me deixaria mto ansiosa...ahh mas qdo eu engravidar e souber o sexo do nenem vou fazer a festa kkkkkkk me empolguei,ne....vamos voltar ao post rsrsrs

E começo falando da hora do passeio....


Bebê conforto. Se você não tiver carro, não precisa. Se tiver, é necessário por lei. Preste atenção antes de comprar o mais barato. Nesse caso, segurança é essencial e existe muita porcaria por aí. Verifique se foi testado pelo InMetro, se a assistência técnica é boa etc. Como ela serve somente no primeiro ano do bebê, é uma bopa conseguir emprestado e, depois, comprar logo a cadeirinha para bebês maiores, que servirá mais tempo.

Carrinho sempre vai precisar. Algumas pessoas precisam mais, outras menos, mas sempre é útil, mesmo virando um trambolho depois. Não se iluda achando que pode levar seu bebê no colo para todo passeio que quiser. Você vai cansar e ele também, e é ótimo ter um lugarzinho seguro onde você possa colocá-lo pra dormir. Isso inclui passeios na casa dos avós, titias, amigos etc. Enfim, o carrinho é útil mesmo em casa. Escolha aqueles que viram berço, ou seja, reclinam totalmente. Os carrinhos de passeio não reclinam assim e só podem ser usados por bebês maiores, que tenham o corpo mais durinho etc. Se você anda bastante a pé, compre um carrinho estruturado, leve e que não vá empacar no meio da rua. Nem sempre os mais baratos são os melhores. Aqui é onde você vai acabar gastando um pouquinho a mais do que o esperado. É o presente perfeito para pedir para os vovós, caso eles se ofereçam para comprar. Não fique tímida. Todo mundo sabe como você precisa economizar nesse momento.

Colchonete para carrinho é uma coisa ótima, pois deixa o bebê mais confortável. Eles são de tamanho padrão então é um bom pedido para o chá de bebê, pois não importa qual o modelo do carrinho que você ainda pense em comprar.

* Existem outros acessórios para usar no carrinho e você pode pedir no chá de bebê se quiser, mas não gaste dinheiro com eles. São coisas como: encosto para a cabeça, lençol e coisas do tipo. Sempre dá pra improvisar com outros itens que você já tenha, então não se preocupe. A única coisa que é boa de ter é o travesseirinho. Compre (ou peça) o anti-alérgico e que tenha furinhos, pois são anti-sufocantes.



Moisés, não precisa. Se você tiver o bebê conforto, ele pode ser usado com a mesma finalidade. Se não tiver, você usará o carrinho ou colocará o bebê na cama, cercado de travesseiros. Não gaste dinheiro com isso, é besteira.

Sacola de bebê, depende. Geralmente essas sacolas são mais caras só porque são de bebê. Se você ganhar de alguém, ótimo. Se não, pense bem, pesquise, veja se compensa. Por que as sacolas são legais? Porque elas vêm com trocador portátil, diversos compartimentos, e algumas delas são térmicas (ótimas pra levar mamadeiras e papinhas futuramente). Se você achar que a questão térmica é desnecessária (sempre se pode comprar uma frasqueira menor e mais barata depois, se for necessário), compre uma sacola grande normal ou mesmo uma mochila (depende do que combina mais com você), e coloque tudo dentro. Mesmo trocadores avulsos você pode comprar em lojas de enxoval por R$10,00 a R$20,00. Uma sacola de bebê custa, em média, R$40,00. Veja aí. Se encontrar uma boa promoção, pode ser que compense. Mas tenha em mente as opções.
* Você vai precisar de uma mala para levar suas roupas para a maternidade, e outra para as roupas do bebê. Não precisa comprar uma mala só pra isso. Para você, leve em uma sacola normal de viagem. As coisas do bebê também, se não couberem na sacola dele.
* Como eu disse acima, futuramente você pode precisar de uma frasqueira térmica para levar papinhas e mamadeira. No começo, você vai amamentar seu bebê só com o leite do peito, então isso não será necessário. Mas pode ser que compense já pedir no chá para você não ter que gastar com isso mais tarde. Avalie. Se for convidar bastante gente para o chá, talvez compense sim pedir. Mas tem que ser a térmica. Senão, vira mais uma coisa inútil.
Roupinhas:
* Chegamos no terreno perigoso, onde todo mundo gasta mais do que precisa. Mantenha o foco, ok?
* Para todas as coisas de pano, leve em conta a frequência com que lava roupas.
* Compre somente o necessário: body de manga curta, body de manga longa, mijões (calça com pé), macacões e meinhas.
* Atente para a época do ano em que seu bebê irá nascer. Se ele vai nascer no alto verão, não precisa comprar roupas de manga longa RN e P. Pondere.

* O tamanho das peças varia de confecção para confecção. Tenho um macacão RN que parece M, de tão enorme. Tudo bem, porque uma peça compensa a outra. A questão dos tamanhos é mais para você se guiar na hora da compra. O ideal é ter um número em mente para não comprar a mais. Eu estou comprando nas seguintes quantidade as peças que falei acima: RN (6), P (10), M (pelo menos 10) e G (pelo menos 10). RN e P são o que você precisa ter quando o bebê nascer. Depois, você pode comprar mais coisas. Fora os presentes. Se alguém perguntar que tamanho dar, peça M e G. Geralmente os presentes são mais bonitinhos (e mais caros), então é legal que durem mais, portanto peça tamanhos maiores.

* Não fique contando com presentes para as coisas essenciais, pois pode correr o risco de não ter o necessário. Compre o que precisa e deixe os supérfluos para os presentes. Especialmente RN e P, tenha o necessário para quando o bebê nascer. O que você ganhar a mais, ótimo.



RN você vai usar pouco, mas vai usar. Geralmente, as listas de maternidade pedem roupinhas RN porque o bebê perde peso ao nascer. E, em casa, você precisará de roupas limpas, mas talvez as Ps sirvam. Se você não gosta de bebês usando roupas enormes, compre algumas peças RN. Mas compre peças baratíssimas, porque vai perder logo. No máximo um macacão mais bonitinho pra sair da maternidade, mas só. Eu estou comprando 6 peças RN de cada: 6 bodies de manga curta, 6 bodies de manga longa (porque ele vai nascer no começo do inverno), 6 macacões de manga longa, 6 meinhas e 6 mijões. 



P, estou comprando, como disse acima, 10 peças de cada, mas daquelas que citei, somente. São 10 bodies de manga curta, 10 bodies de manga longa, 10 macacões, 10 meinhas e 10 mijões. Vai estar frio, mas eu garanto os dias de sol no inverno com os bodies de manga curta + fralda. As roupinhas tamanho P você já pode comprar mais bonitinhas, porque são as roupinhas de receber visita ou de passeio (nem que seja só até o pediatra…), mas mesmo assim, não pague caro. Compre algumas peças que realmente gostar, se forem um pouco mais caras, mas não exagere.



M já é território dos presentes. Eu estou me preocupando só com RN e P agora, assim, pra ter tudo até o bebê nascer, porque M e G dá pra comprar depois. Claro que, se vejo algo mais bonitinho, acabo comprando maiorzinho, mas procuro não gastar com isso no momento. A prioridade é ter o que o bebê precisa no momento em que ele nascer, quando não vou poder ficar saindo de casa pra comprar coisas
. E, se alguém te perguntar que tamanho dar roupinha de presente, diga sempre M ou G. Se pedir roupinhas na lista do chá de bebê, já estipule esses dois tamanhos, pra ganhar roupas legais de um tamanho maior e que durarão mais.




Camisetas e culotes (calças sem pé) são lindinhas, mas não gaste com isso. Compre se achar alguma peça irresistível, e sempre de M pra cima, mas procure se controlar e deixar para os presentes, ou para comprar quando o bebê for maiorzinho. Concentre-se nos bodies, mijões e macacões.



Casaquinhos de lã com capuz podem ser necessários se o bebê for nascer quando estiver muito frio. Mesmo assim, tenha no máximo 3. Alguns bebês acabam com a pele irritada com a lã. Prefira tecidos mais leves, como o plush e o soft. Sempre tem a mantinha pra enrolar o bebê naqueles dias mais punks.

Conjuntinho pagão é outro elefante branco do enxoval. São chatos de usar, tem que amarrar atrás, ficam subindo, enfim, um saco. Não gaste dinheiro com eles. Se ganhar de presente, ok, mas não precisa comprar.



Cueiros são recomendados por muitas mamães para embalar os bebês e usar para cobrir todas as superfícies onde ele possa vir a se deitar na casa dos outros etc. De 5 a 10 é uma quantidade razoável.

Fraldas de tecido podem parecem aterrorizantes, mas muitas mamães preferem usá-las em vez de usar as descartáveis. Se for o seu caso, boa sorte. Se não for, vale a pena ter algumas para levar na maternidade, pois se o bebê nascer pequeno, mesmo as fraldas RN podem ficar grandes. Não custa ter meia dúzia delas. Peça no chá de bebê. São vendidas caixinhas com 5 ou 6 nas lojas de enxoval.



Luvas são controversas. Apesar de algumas mamães dizerem que nunca usaram, muitos hospitais pedem, pois as unhas do bebê podem machucar o rostinho, quando eles levam as mãos ao rosto. Eu acho que não custa ter uns 3 parezinhos. Peça de presente no chá. São bem baratinhas.


Meias você acaba perdendo logo, mas elas são úteis para manter os pés do bebê quentinhos, mesmo naqueles dias mais quentes quando ele ficar só de body e fralda. Tenha na proporção das roupinhas (6 RNs, 10 Ps, pelo menos 10 M e G).






Sapatinhos são lindos, mas inúteis. Quando o bebê é pequeno e não anda, pra quê? No entanto, as pessoas adoram dar sapatinhos de presente. Eu mesma já ganhei uns 6 pares. Deixe para os presentes, então. Quando seu bebê começar a andar, você pensa em comprar. Agora, é gastar dinheiro à toa.





Saída de maternidade. Geralmente são peças bem mais caras que serão usadas em um só momento. Muitas mamães acham importante ter para depois guardar de lembrança. Minha recomendação é ter um macacão RN super fofo e só. Não precisa comprar aquele kit de saída da maternidade, que é muito mais caro que o mais lindo dos macacões.



Touca. Se o seu bebê nascer no frio, é importante ter, pra proteger as orelhinhas. Você sabia que é pela cabeça que a gente toma mais friagem? Então proteja o seu bebê! Tenha gorrinhos de soft, que são menos agressivos que os de lã, que podem pinicar. Se for mesmo pegar frio, tenha uns 3. Se morar em um lugar quente, talvez nenhum seja necessário. A dica definitiva é: compre somente os que amarram embaixo do queixo, para não ficarem caindo da cabeça o tempo todo.



Babador. Sim, usa bastante, e é sempre bom ter um limpinho à mão. Não existe uma quantidade definida como ideal. Analise sua rotina de lavanderia. Compre somente babadores com fecho de velcro ou botão – os de amarrar são muito complicados quando se tem um bebê agitado no colo.

Fonte: Vida Organizada

Então gostaram das dicas?
Volto em breve com mais dicas sobre o enxoval...

Beijo
Nise (40 semanas)



COMENTE PELO BLOG!

6 comentários:

  1. Nossa é muita coisa, em?
    Quando minha irmã nasceu eu que cuidava dela, então eu ficava perdido com tanta roupa e coisas de bebe.
    Eu ainda não tenho filhos, mas já estou percebendo que realmente é um custo muito alto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Thiago..o custo realmente nao é baixo....as roupinhas sao mto caras e os bebes perdem elas rapidinho,rs
      bjo

      Eliminar
  2. Vendo essas imagens lembrei de quando minhas filhas eram bebes.
    Adoro ficar vendo essas coisas de criança, são tão fofas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Kelis...sao fofas mesmo...a gente baba,ne
      bjo

      Eliminar

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital