03 fevereiro 2015

Inevitável



E depois de tanto tempo eu te vi e foi como se todas aquelas borboletas continuassem afogadas. Não teve reação exagerada, ou uma falta de ar insana. Teve somente dois amigos, como antigamente, antes de toda aquela paixonite desastrosa, antes de eu cair de amores por você.
E enquanto conversávamos eu te observava, tentava encontrar alguma mudança, algo que me fizesse sentir tudo aquilo de novo, mas no final da noite não descobri nada, nada exceto uma covinha no lado esquerdo de seu rosto e Deus, eu era apaixonada por convinhas estampadas em sorriso.


                                                                                                                        - Jariane Ribeiro


COMENTE PELO BLOG!

4 comentários:

  1. me arrepiei *-* lindo texto! Ganhou uma nova seguidora <3
    www.cinderelachic.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perfeito né/ O texto é da Jariane, nossa colunista, e ela escreve divinamente bem!
      Obrigada, espero que volte sempre aqui.

      Eliminar
  2. Lindo de texto. Me lembrou alguém da minha adolescência.

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que te fez lembrar alguém Suzany.
      Acompanhe sempre os posts da Jariane, toda terça, temos textos incriveis dela.

      Eliminar

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital