profiss

07 dezembro 2014

Qual a sua opinião sobre a sexualização precoce das crianças?

     O mundo virtual trouxe à tona uma hiper exposição através de imagens, a qual, inclusive entre os adultos, costuma causar algumas perturbações emocionais, seja a frustração de não receber muitas curtidas em determinada foto ou comentário, seja por causa da angústia de se sentir na obrigação de, todos os dias, impressionar para ser admirado. Mas, e quando a foto publicada é de uma criança? A quais limites devemos estar atentos antes de expor a imagem de filhos que ainda não têm consciência de tudo o que essa exposição pode trazer?


     Nessa semana, a história da modelo mirim de 9 anos, Kristina Pimenova, suscitou uma polêmica a respeito da sexualização de crianças no meio virtual. Na página da modelo no facebook, que conta com mais de 2 milhões de seguidores, fotos da menina tida como "a mais bonita do mundo" estão disponíveis para curtidas e compartilhamentos. Kristina, que já desfilou para marcas famosas como Dolce & Gabana e Armani, aparece maquiada, penteada e fazendo poses típicas de uma modelo adulta. Alguns pais criticam a comercialização dessas imagens, visto que alguns comentários sobre a beleza da criança são inadequados para a sua idade.


     Ao observar algumas dessas fotos, é possível notar que a menina parece já exibir traços adolescentes. Nesse sentido, o interesse por seu trabalho parece ser o de enaltecer um potencial para a carreira que, nesse caso, desponta como promissor desde a infância. No entanto, a rotina de fotos, desfiles, contato diário com o público, as críticas e o assédio, o qual sempre se torna irremediável a certa altura da fama, parece destoante da vida de uma menina tão nova, que talvez não tenho o mesmo tempo para brincar e se sujar como as demais crianças de sua idade. 


     Durante a minha infância, a internet ainda não estava popularizada tal como hoje, e eu me pergunto quais prejuízos podem surgir quando uma criança passa a ser obrigada a lidar com uma vida virtual antes de ter consolidado e entendido suas relações e sentimentos reais, surgidos e amadurecidos na vida diária, e não através de cliques. Ainda, penso que a exposição voltada sempre para o consumo rápido pode desvirtuar a intenção de apenas mostrar fotos inocentes, abrindo espaço também para os comentários sobre corpo apreciável, os quais, geralmente, são voltados para modelos adultas. E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe seu comentário para enriquecermos esse debate!


Texto por Liziane Edler, do blog Licença para o imperfeito

6 comentários:

  1. esta se tirando o direito dessas crianças serem crianças! transformam-nas em mini adultos e depois não conseguem entender a precocidade do namoro, o porque de gestações na adolescência, na falta de brincar de boneca e carrinho
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Thaila! Acho que elas perdem esse momento único da infância...

      Obrigada pelo comentário!

      Beijos!

      Eliminar
  2. Pior é a mãe incentivando e achando tudo normal. Infância é curta e uma só, e deve ser muito bem aproveitada. pena dessa menina, e de tantas outras que vivem desse mesmo jeito.

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Micha! Os pais deveriam zelar pela infância dos seus filhos...

      Obrigada pelo comentário!

      Beijos!

      Eliminar
  3. Além de tirarem a infantilidade,é de um machismo grotesco,pois pouco se faz isso com os meninos...
    Bjos de fadas
    http://lulopesfada.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, Luiz Gustavo! Há muita relação com o machismo mesmo!

      Obrigada pelo comentário!

      Abraços!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...