27 outubro 2014

Dor da saudade, da série Cartas dos Grandes Amores


Todo esse tempo longe de você me fez ter a certeza de que não sou capaz de levar uma vida que não seja ao seu lado.
Os dias não passam, a saudade é torturante e em nenhum momento sequer, eu tenho vontade de sorrir, a não ser aqueles em que estou contigo no telefone.Não como, não durmo, as vezes tenho a leve impressão de que nem sequer respiro, o tempo parece que parou pra mim, não há estimulo, não há um tempo certo para nada.
A única esperança é que o telefone toque, passo o tempo todo com ele nas mãos, pedindo a Deus para receber uma ligação sua.
Não sei o que fazer para amenizar a dor da saudade, não consigo ler, não consigo estudar, não consigo assistir tv, ouvir música, nada...
Minha vida parece não ter sentido, peço a Deus para que a semana passe logo, mas ele parece não atender as minhas súplicas, o dia torna-se absurdamente longo e as noites passam numa lentidão que chego a pensar que elas serão eternas!

Autoria: Silvânia Alves



Gostou da carta? Curta nossa página e receba muito mais direto em seu Facebook!



COMENTE PELO BLOG!

4 comentários:

  1. Amei a reflexão!
    Espero sua visita. Muitos beijos ♥
    blog Montada no Estilo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada flor...vou te visitar agorinha mesmo!

      Eliminar
  2. Nossa, quanta dor nessa carta... :(

    Beijos, Fernanda.
    mudeimodei.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma carta triste mesmo Fer, mas é muito emotiva também...

      Eliminar

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital