SLIDE

30 outubro 2014

Resenha do livro, Amores de Lú de L.M Gomes

Olha só que lindeza chegou aqui em casa este mês!
Amores de Lú da autora L.M Gomes é um romance erótico que narra a história de Luciana, uma jovem desencanada que não se prende a relacionamentos convencionais e que conhece Eduardo, jovem com espirito aventureiro que busca uma garota para fazê-lo feliz todos os dias.
O que resulta  deste encontro? 
Um livro cheia de criatividade, diversão e muito romance!


Editora: Highlands

ISBN: 978-85-66340-17-4
Numero de páginas: 200
Gênero: Romance erótico

Sinopse:
    Luciana, mais conhecida como Lú, é uma jovem desencanada com a vida. Ela curte tudo o que pode e se recusa a se prender em um relacionamento convencional e se tornar, como ela diria, “uma menininha”. Sua vida está toda no lugar e se classifica livre pra voar sem limites e sem amarras. Anti-heroína convicta, Lú não acredita em romances.
    Eduardo, mais conhecido como Edu, é um cara que, apesar de ter um espírito jovem e aventureiro, procura mesmo sem saber aquela que o fará feliz todos os dias. O típico romântico incurável com sua pitada de charme e sedução que faria qualquer uma se prostrar de joelhos diante dele.
    Em um momento totalmente normal e aleatório, a vida desses dois se cruza em um olhar e um sorriso através de uma vitrine.
    Nada é por acaso e Lú vai descobrir que a vida adora surpresas... como covinhas e um sorriso de tirar o ar. Cabe a Lú a decisão se é a hora de aproveitá-las.
    Amores de Lú é uma história quente, divertida e nada convencional. Com surpresas do começo ao fim, te levará a mergulhar de cabeça em uma deliciosa descoberta de sensações que vão instigar o leitor a desfrutar de tudo... sem moderação.

MINHA OPINIÃO

Apesar de ser estilo erótico, achei o livro bem leve, tem bastante diálogo também o que acho super bacana, outro fator positivo que achei é o fato do livro não ser um romance água com açúcar, aquela coisa melosa e arrastada, pelo contrário, a personagem principal é decidida, firme em suas ideias.
A literatura erótica tem conquistado cada vez mais adeptos no Brasil e os nacionais estão entre os livros mais disputados pelas pessoas com quem converso sobre o tema, e eu fico super feliz em saber que estamos ganhando espaço e um gênero antes dominado pelos estrangeiros, pois temos autores de grande qualidade.
Se você está a procura de uma história quente, divertida, envolvente, já encontrou, cheio de surpresas que vão te prender do começo ao fim, Amores de Lú te levará a deliciosas descobertas e prazerosas sensações.


O livro veio com um autógrafo muito fofo e alguns marcadores de brinde, que eu simplesmente amei!




27 outubro 2014

Dor da saudade, da série Cartas dos Grandes Amores


Todo esse tempo longe de você me fez ter a certeza de que não sou capaz de levar uma vida que não seja ao seu lado.
Os dias não passam, a saudade é torturante e em nenhum momento sequer, eu tenho vontade de sorrir, a não ser aqueles em que estou contigo no telefone.Não como, não durmo, as vezes tenho a leve impressão de que nem sequer respiro, o tempo parece que parou pra mim, não há estimulo, não há um tempo certo para nada.
A única esperança é que o telefone toque, passo o tempo todo com ele nas mãos, pedindo a Deus para receber uma ligação sua.
Não sei o que fazer para amenizar a dor da saudade, não consigo ler, não consigo estudar, não consigo assistir tv, ouvir música, nada...
Minha vida parece não ter sentido, peço a Deus para que a semana passe logo, mas ele parece não atender as minhas súplicas, o dia torna-se absurdamente longo e as noites passam numa lentidão que chego a pensar que elas serão eternas!

Autoria: Silvânia Alves



Gostou da carta? Curta nossa página e receba muito mais direto em seu Facebook!



25 outubro 2014

POR ONDE ANDA O HOMEM-MÁQUINA?

     Suba o elevador e, três andares acima, vire à direita: seus gestos são tão precisos que, provavelmente, as expressões das pessoas no caminho não vão lhe atrair a atenção. Toda a ação que demanda energia deve ter um fim, e olhar assim, para o nada, o desconhecido, o desinteressante, não há de lhe render mais que um vago pensamento. A trajetória deve continuar até chegar às pilhas, aos cheques, às prateleiras, ao papel-de-presente-muito-bem-dobrado, ao envelope do correio e ao café quente para suportar o sono antes do meio-dia. Isso para que até o fim da tarde o dinheiro tenha mudado de bolso, as pilhas girado em outras mesas, e as manchas de café borrado as mangas da roupa branca, denunciando a exaustão.


    Na infância, desenhávamos um auto-retrato e, diante da disformidade que a ineficiência motora provocava, sorríamos. Ali havia uma rara felicidade de existir até o ponto que nossa imaginação alcançava: de nariz torto para o lado, fios verdes e olhos esbulhados éramos, de alguma forma, um esboço personalíssimo e insubstituível. Este mesmo que, tão cedo, nos abandona por uma foto 3x4, um registro, uma ficha arquivada, um "entraremos em contato" perdido entre tantas outras frases sem sentido. Foucault, em seu brilhantismo, denunciou nossa tecnicidade tão diretamente que nos reservamos o direito de olhar para tudo com inabalável distanciamento: "veja só como as coisas são" enquanto arremessamos o currículo de alguém dentro de uma caixa de papel para rascunho. Aquele teria sido o vigésimo candidato, mas com que cor ele pintava seus próprios cabelos aos cinco anos?

     Antes de aprender a ler sentenças longas, geralmente, decoramos as regras simplórias da quantificação para não receber o troco errado: vinte vale mais do que dez, porém, bem menos do que cem, então, me diga cá o que tem a oferecer para eu avaliar se a proposta é desejável. Nesse mundo estranho onde tudo pode ser organizado em pilhas de prioridades e ofertas, o câmbio é livre: troque tempo por moedas, moedas por lazer, e lazer por horas de sono, que tudo se acertará em tempo breve. Ensinamos as crianças a contar e empilhar, e logo elas nos surpreendem com o acerto de contas: quero aquele raro objeto, porque é melhor, caro e veloz. Assim, economizarei o tempo de que não mais disponho para sonhar e pensar.


     Ser homem-máquina tem suas vantagens, não há que se negar: livrar-se de grandes problemas morais com um "sinto muito", e trocar "dispensar" por "tornar a logística mais eficiente" são inovações que só um homem de ferro pode suportar. Ele é tão adaptável que quase imita comportamentos que conhecemos como essencialmente humanos: não forma amizades, mas associa-se; não expressa emoções, mas cumprimenta; não cria intrigas, mas sabe se ajustar ao círculo social que mais lhe favoreça; O homem-máquina se tornou tão funcional, tão diligente, tão solúvel, tão aceitável aos nossos olhos que já não o reconhecemos, e podemos até jurar que se perdeu em meio a esses livros de filosofia de autores, certamente, ultrapassados.

     Por onde anda, afinal, o homem-máquina? Diante desse espantoso sumiço, melhor tomar algum cuidado antes de se mirar no espelho...


Texto por Liziane Edler, do blog Licença para o imperfeito

23 outubro 2014

Salada verde com anéis de cebola


Imagem da internet

INGREDIENTES
  • 1 xícara (chá) de cerveja
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1/2 col. (sopa) de óleo
  • Sal a gosto
  • 3 cebolas médias cortadas em rodelas
  • Óleo para fritar
  • 1 maço de alface crespa
  • 1/2 maço de agrião
  • 1/2 maço de rúcula
  • Azeite a gosto
  • Sal a gosto
  • Vinagre a gosto
MODO DE PREPARO

Em um recipiente, misture a cerveja, a farinha, o óleo e o sal.
Cubra e leve a geladeira por 20 minutos.
Passe as rodelas de cebola nesta misture e frite-as em óleo bem quente.
Escorra em papel toalha para retirar o excesso de gordura e reserve.
Lave bem as folhas e seque-as.
Em uma saladeira, coloque as folhas e distribua os anéis de cebola.
Na hora de servir, tempere com o azeite, o sal e o vinagre.





21 outubro 2014

Golas de crochê, use e arrase!

Ta cansada do mesmo look, entendiada com os casacos e moletons repetitivos do inverno?
Que tal incrementar o look e dar uma descontraída no visual com as golas de crochê?
As golas de crochê são quentinhas, sofisticadas, chiques, e fazem muto bem o trabalho do cachecol, por isso viraram hit do inverno!




Práticas as golas de crochê não exigem amarrações mirabolantes, é só vesti-las por cima da blusa e pronto, já pode sair por ai arrasando de visual novo!
Dá pra usar também com vestidinhos e fica super lindo.



Confira abaixo uma seleção de peças capaz de mudar qualquer look e dar vida á qualquer produção mais básica.








Olha esta que charme gente? Quanta delicadeza nos detalhes...





E esta então? Olha que coisa mais chique, muito fina!!!






 Fala sério, cada uma mais linda que a outra né? Quem aqui curte usar as golas para incrementar o visual?











20 outubro 2014

O DIÁRIO DE ANNE FRANK: as palavras que o tempo não apaga.

"Aparentemente os homens dominaram as mulheres desde o início por causa da força física; são os homens que ganham a vida , geram crianças e fazem o que querem... Até recentemente as mulheres aceitavam isso em silêncio, o que era estúpido, já que quanto mais as coisas demoram a mudar, mais entranhadas ficam. Felizmente a educação, o trabalho e o progresso abriram os olhos das mulheres. Em muitos países elas adquiriram direitos iguais; muitas pessoas, principalmente mulheres, mas também homens, percebem agora como é errado tolerar esse estado de coisas durante tanto tempo. As mulheres modernas querem o direito de ser completamente independentes.

Mas não é só isso. As mulheres devem ser respeitadas também! Falando em termos gerais, os homens são mais valorizados em todas as partes do mundo; então por que as mulheres não devem ter a sua cota de respeito? Soldados e heróis de guerra são homenageados e condecorados, exploradores recebem fama imortal, mártires são reverenciados, mas quantas pessoas veem as mulheres também como soldados?"

(Anne Frank, 13 de junho de 1944)



     Escrever uma crítica literária com sua fiel caneta-tinteiro enquanto mira o céu e as estrelas, possivelmente, era um dos sonhos de Anne Frank: toques de humor ingênuo e uma sutil perspicácia percorreriam todo esse texto se fosse ele escrito por uma menina, cujo raro dom ainda encanta leitores ao redor do mundo inteiro. 

     Há quem afirme que existem forças superiores poderosas o suficiente para abalar o sonho e o engenho humanos. O ápice de uma das guerras mais terríveis dos últimos séculos, a privação absoluta de liberdade e a convivência diária com o medo, que teve de ser aceito como parte da rotina seriam, então, o suficiente para sufocar e aniquilar a criatividade de qualquer indivíduo. Do alto da jovialidade e efervescência dos seus treze anos, Anne abre-se para o mundo e o desvenda a partir de seus sentimentos e considerações. Encontramos, no início, uma adolescente consciente da forma como as relações iniciam e perpetuam-se na sociedade e capaz de criar regras internas e personalíssimas para enfrentar uma rotina, de algum modo monótona, e por vezes cercada por uma arbitrariedade sem sentido. No colégio, Anne recebe o apelido de "quac, quac, quac, a dona pata", e não só o aceita como cria desdobramentos impressionantes para uma menina de sua idade como reação legítima ao escárnio: afronta o professor com uma redação sobre patos, cisnes e um filhote que se perdeu da mãe e morreu. Nas páginas seguintes, ela descreve os acontecimentos posteriores, a mediocridade do ensino com suas técnicas antiquadas de avaliação, o comportamento dos colegas que eram, constantemente, avaliados pelo senso de realidade precocemente desenvolvido na jovem escritora.


     
     Abrigar-se em um sótão úmido para fugir da perseguição nazista é uma percepção demasiadamente simplista dos fatos para Anne Frank: a partir de junho de 1942, ela passa a se esconder em um misterioso Anexo Secreto, na companhia de uma curiosa família e de um excêntrico dentista, além dos gatos e de visitantes ocasionais, que lhe traziam infinito conforto ao toque de uma maçaneta. Assim, Anne descreve a rotina no Anexo tentando dissociar-se levemente dela ao analisar o espaço físico e os defeitos dos seus co-habitantes como se estivesse compondo um mosaico que, apenas em um cenário de extrema angústia, poderia se desenvolver. A Sra. van Daan e sua caricata impertinência, o Sr. van Daan com sua visão de mundo tão banal e restrita, o Sr. Dussel e o seu egoísmo destoante da solidariedade que a carência de recursos impunha eram, para Anne, tipificações da conduta humana que lhe rendiam piadas e ideias, esperança e desilusão com a realidade, pontos de encontro e de dispersão em meio aos seus pensamentos. 

     O verão passa, os barulhos no sótão pregam constantes sustos nos habitantes do Anexo, a comida míngua e a tensão no ar se torna cada vez mais insuportável, porém, Anne continua escrevendo, obstinadamente, em seu diário. As suas revelações contradizem qualquer pensamento raso que alguém possa formar a respeito da clausura e seus deslindes. No confinamento improvisado, todos ainda mostram suas virtudes e deslizes com a mesma frequência que acontecia quando respiravam em liberdade. Flertar com um homem casado, instigar intrigas e agir com indiferença e descaso são atitudes que fazem parte da rotina dos habitantes do Anexo, os quais eram obrigados a se manterem juntos por causa de um medo maior em comum. Enquanto os meses se arrastam, as circunstâncias no esconderijo impõem a todos crescentes dificuldades: não é possível repor roupas e objetos estragados, é preciso fazer silêncio durante quase todo o dia para que os funcionários do escritório abaixo do sótão não os ouçam, a comida escasseia a apodrece no depósito, a monotonia da rotina os faz repetir histórias e injuriar uns aos outros em uma vã tentativa de expressar, de uma só vez, toda a raiva represada depois daquele tempo interminável de desconforto e privação. É o momento em que Anne desenrola suas reflexões em vários feixes narrativos que vão uns ao encontro dos outros. Percebe o distanciamento emocional em relação à mãe, critica o restrito papel destinado à mulher no século XX, tenta desvendar as intrincadas relações familiares, recusa-se, terminantemente, a viver condicionada pelas escolhas alheias. Anne faz planos para o futuro, escreve contos e estuda imaginando uma vida que, em sua visão, já era tangível: dispunha de engenhosidade e talento, e o que ainda lhe faltava, seja lá o que fosse, seria trazido pela maturidade e experiências.


     
     Ouvir a BBC no rádio, contar florins, escrever cartas, desejar ter de volta o direito de andar de bonde são aspectos da vida de Anne que criam a ilusão de que as suas memórias se perderam no tempo. Qualquer distanciamento com a realidade, no entanto, é fatalmente quebrado por suas dúvidas a respeito da sexualidade, o nascimento da sua paixão inocente e confusa pelo filho do casal van Daan, Peter, seus sentimentos controversos em relação aos membros de sua família. Os sofrimentos descritos no diário de Anne são comuns a qualquer adolescente de sua idade ainda que o temor constante de perder a vida aliado aos sons intermitentes de bombas explodindo quase aos pés de seus ouvidos  tenham proporcionado o desenvolvimento de sua maturidade em um curto intervalo de tempo.

     Dizem que o maior sonho de um escritor é ser lido, observar suas palavras sendo descobertas e filtradas pelos pensamentos de um sem-número de pessoas, receber elogios e sentir que todo o seu esforço criativo foi, grandiosamente, recompensado. Ledo engano... Não há aspiração mais genuína para quem se dedica às letras do que romper as barreiras do tempo e do espaço impostos, impiedosamente, pela vida. Escrever para além da ordem cronológica, voando acima e abaixo das fronteiras entre a lógica e o bom senso, desafiando as vozes imperiosas de "pare", deixando frases impressas até mesmo no próprio olhar, se for esta a única forma restante para espalhar sua mensagem, eis o sonho máximo de um escritor que entrega a sua criatividade para ser motivo e fim das mais diversas ideias. Na última página do livro, alguém escreveu "o diário de Anne termina aqui", mas, eu me sinto no dever de corrigir: 

"Aqui inicia a carreira breve, porém, notável de uma das escritoras mais talentosas, sensíveis e brilhantes que já ousou desafiar o espaço que existe entre a continuidade da vida e a imortalidade da arte." 






19 outubro 2014

Truques para sua meia calça durar mais



Você já comprou uma meia calça linda e na hora de vestir, ela rasga?
É muito chato né?
Mas tomando alguns cuidados dá pra evitar que a meia calça se rasgue.
  • Tire acessórios como anéis e pulseiras na hora de se vestir.
  • Antes de usar, coloque a meia calça no freezer por 30 minutos. Isso fecha as fibras e dificulta os rasgos.
  • Se ela rasgou, passe uma pequena quantidade de base transparente para as unhas no furo e assopre. Isso evita que ela desfie ainda mais.
Fonte: Revista Viva mais


E você já comprou uma meia- calça linda e bem na hora de vestir ela estragou?  Isso sempre acontece comigo gente! Sou um desastre.



18 outubro 2014

Sorteio em parceria com o blog Mato por Livros. Parte II

Já falamos neste post sobre o sorteio que o De tudo um pouco está fazendo em parceria com o blog Mato por livros,  e hoje estamos trazendo a segunda parte do sorteio.
As regras continuam as mesmas, ok?


Responder os itens obrigatórios;
Ser residente em território nacional;
O sorteio terá inicio dia 16/10/2014 e término em 31/10/2014.



Mais livros, pessoal! É muita alegria, muito presente, novidades... Tudo para os amados leitores!

Quero ser Beth Levitt, de Samanta Holtz
Salvos pelo Amor, de Juliane Rodrigues
Kit de marcadores

a Rafflecopter giveaway



O Amor não tem Leis, de Camila Moreira
Apimentado, de Janaina Rico
Entre o Céu e o Inferno, de Simone Pesci

a Rafflecopter giveaway


E então? Ainda não está concorrendo aos prêmios? Participe!
São muitos prêmios e várias chances de ganhar!




Curtam a página para receber todas as novidades em primeira mão!




17 outubro 2014

1943 Roosevelt e Vargas em Natal, (Resenha)


TITULO: 1943 Roosevelt e Vargas em Natal
AUTOR: Roberto Muylaert
ISBN: 978-85-62969-12-6

SINOPSE

Que razões levaram Roosevelt, o presidente da maior democracia do mundo, a sair de Casablanca, Marrocos, em plena Guerra Mundial, sobrevoar um oceano infestado de submarinos alemães para falar pessoalmente com o presidente da maior ditadura da América Latina, em seu própria país?
Do outro lado do Atlântico, que razões levaram Getúlio Vargas a abandonar o filho caçula a beira da morte, o governo com ministros e militares pró nazistas para uma reunião secreta com Roosevelt no Rio Grande do Norte, reunião esta de quem nem mesmo sua mulher, Darcy Vargas, tinha conhecimento?
Baseado numa extensa pesquisa histórica, Roberto Muylaert relata, num texto ágil e preciso um dos mais importantes- e então esquecidos- capítulos da história do Brasil moderno: O encontro de Roosevelt com Vargas em 28 de janeiro de 1943, na Base Aérea de Parnamirim, em Natal.
Tratado como segredo de Estado e assunto de segurança nacional, a conferência de Potengi, como foi posteriormente chamada, selou de vez a parceria entre Brasil e Estados Unidos numa teia de relações políticas e econômicas que ecoam até os dias de hoje.

MINHA OPINIÃO

Uma verdadeira aula de história, assim eu definiria 1943 Roosevelt e Vargas em Natal, o livro aborda de forma abrangente a Segunda Guerra Mundial, não apenas com relatos importantes e desconhecidos como também de um acervo rico de fotografias com enormes detalhes de momentos históricos e que somam grande importância para a história do nosso país.
O livro nos faz refletir sobre política e sobre a Segunda Guerra Mundial onde o Brasil parece ter passado despercebido mas no fundo teve um papel muito importante, embora aborde a política como tema principal, o livro tem uma leitura prazerosa, que prende nossa atenção.
Mas não apenas sobre política se ler por aqui,rs, o livro fala sobre o casamento do filho de Vargas com uma alemã em uma época de conflitos entre os paises, fala sobre a vida pessoal dos 2 presidentes e curiosidades surpreendentes sobre ambos, uma que me deixou abismada, mas não vou citar para não dar spoiller.
A Segunda Guerra Mundial é uma fonte inesgotável de informações!
Super recomendo a leitura!



E para ficar por dentro de todas as novidades do blog e de todos os lançamentos da Editora Bússola, curta as páginas, além de participar de promoções exclusivas, você fica sabendo em primeira mão de tudo que rola!


16 outubro 2014

Resenha + Sorteio do livro Apimentando, Janaina Rico.

Quem ai tá interessada em mais sorteios? Como os leitores tem gostado muito dos sorteios dos livros nacionais que estamos fazendo aqui no blog, resolvi trazer mais um especialmente pra vocês, desta vez vamos esquentar as coisas e botar pimenta nesse negocio!
Vamos sortear o Apimentando da Janaina Rico, autora que consagrou o chick list no Brasil com o livro Ser Clara, recorde de vendas.



Autora: Janaina Rico
Editora: Pedro e João Editores
ISBN: 978-85-7993-120-8
Ano: 2012
Páginas: 252

SINOPSE

Luciana Teixeira é uma das sexólogas mais famosas do Brasil. Com mais de um milhão de livros vendidos, ainda apresenta programas de televisão e dá palestras em todo o país. 
Mulheres de todo o mundo buscam os seus conselhos para conseguir uma vida sexual mais intensa. O que elas não sabem é que, embora seu casamento aparente ser um verdadeiro comercial de margarina, Luciana nunca teve um orgasmo com o seu marido. 
Tudo muda na vida da sexóloga ao contratar um novo personal trainner. O orgasmo tão desejado está mais perto do que ela poderia imaginar. Acontecimentos inesperados também mudarão seu destino.


MINHA OPINIÃO

Em uma palavra eu definiria, surpreendente! 
O livro é escrito em primeira pessoa, o que dar uma sensação de proximidade entre o leitor e a personagem Luciana Teixeira, uma sexóloga que apesar de dar ótimas dicas para suas clientes, leva uma vida de frustrações quando o assunto é sua própria cama.

Quando comecei a ler não imaginei que o livro teria uma mega reviravolta, dando um ar mais dramático no final e que este final seria tão surpreendentemente incrível.
A Janaina soube abordar o tema erótico de forma clara, divertida, uma leitura que prende nossa atenção, que mexe com nossa imaginação e que nos mostra também a valorizar as coisas simples e importantes da vida.
Uma coisa é certa, depois de ler Apimentando você estará repensando seus conceitos sobre amizades verdadeiras, amor, casamento, sexo...este é um livro que veio para quebrar tabus, para esclarecer a importância de não ter medo dos seus desejos e fantasias.


E para dar a vocês leitores a alegria de ter este exemplar lindamente belo em sua casa, o De tudo um pouco está fazendo o sorteio de um livro e as regras são super simples!
Basta curtir as páginas dos blogs:



Compartilhar Esta foto marcando 3 amigos e clicar em Quero participar Neste link
Prontim, você já está concorrendo a um exemplar autografado do Apimentando!

Beijos e boa sorte!




15 outubro 2014

Mirela Ferraz no programa Hoje em Dia da TV Record

Bom dia!!!!
Hoje é post é só encanto! Já falamos sobre a Mirrela Ferraz nesta matéria, falamos sobre seu trabalho, sobre o livro Quando as Sereias Choram e hoje vamos saber um pouquinho mais desta rainhas da águas!
Mas não! Ainda não é a entrevista da Mirella e sim o vídeo com a participação dela no programa Hoje em Dia da TV Record.

Um vídeo mega divertido, que mostra até o Zucatelli vestido de tritão, rs
Quer conferir esta brincadeira? Clica ai no play e divirta-se!


E além deste vídeo eu gostaria de trazer outro que achei muito lindo! O encontro da sereia Mirella com o Tritão Amâncio, uma cena linda e emocionante, sem falar na escolha da música tema que não poderia ser mais perfeita!
O vídeo foi gravado para divulgação de um documentário, espero que curtam!



Gostaram?
Para verem mais vídeos da rainha das águas, se inscreva em seu canal: You tube, Mirella Ferraz!
E não deixem de curtir nossa fan page para receber as novidasdes do blog em primeira mão!


Beijos! Até a próxima!


14 outubro 2014

Resenha + Sorteio do Livro Em Sua Companhia, Brooke J. Sullivan

 Que tal começarmos a terça feira concorrendo a um livro super lindo da autora Brooke J. Sullivan?
Calma, calma que primeiro vamos falar sobre o livro né?





SINOPSE:
Verônica é uma mulher linda e atraente. Uma acompanhante de luxo que deixa os homens loucos por ela. Ela se mantém fria e insensível com seus clientes. Seu único objetivo: conseguir dinheiro suficiente para custear o tratamento de sua mãe. Até que um dia, ela é contratada por Adrian, um milionário que conhecia bem esse tipo de mulher. O que ele queria era a sua companhia apenas para uma viagem de negócios. Mas, Adrian não conseguiu manter-se afastado de Verônica por muito tempo. A situação foge de controle e eles iniciam um relacionamento intenso e conturbado.

MINHA OPINIÃO

Eu já havia lido, resenhado e simplesmente amado Como foi depois de você, (Confira aqui a resenha) mas Em Sua Companhia a autora se superou, o livro é envolvente, emocionante, eu li o livro e reli em menos de 48 horas. 
Isso mesmo, eu li o livro 2 vezes seguidas em menos de 2 dias, e olha que eu não costumo reler livros.
Em Sua Companhia é o primeiro livro da Trilogia Minha, um livro hot, muito hot, mas que aborda temas como a prostituição, uso de drogas, Alzheimer, tudo de forma delicada e intrigante.
Ao ler a história me senti dentro da vida de Verônica e de Adrian, assim em Como foi depois de você o livro é narrado pelos personagens principais e nos dá a sensação de intimidade com os mesmos.
O mais engraçado é que assim em Como foi depois de você que em muitos momentos do livro odiei  a Vick, no livro Em sua Companhia também tive meus momentos de amor e ódio pela Verônica e até pelo Alex, não vou dizer porque para não dar spoilers néh?

Pra quem curte uma história criativa, envolvente, enebriante Em Sua Companhia é a pedida certa! Super indico.
Aproveito para dizer que a pré venda do segundo livro da trilogia já está aberta para comprar  clique  aqui.

E enfim, vamos ao sorteio!

Para participar do sorteio do livro Em Sua Companhia + 3 marcadores dos livros as regras são:

Curta a página do De tudo um pouco:



Curta a página da Trilogia Minha:



Compartilhe   esta foto   marcando 3 amigos e clique em Quero Participar AQUI.

E pronto! Agora é só cruzar os dedos e torcer para levar seu Adrian para casa, rsrsrs


13 outubro 2014

OUTUBRO ROSA - Mês de saúde e conscientização!

     Todos já devem estar observando as faixas de divulgação do "Outubro Rosa" pelo país. Essa mobilização em escala nacional (e também internacional) tem um motivo muito nobre: a prevenção do câncer de mama. O laço rosa relembra a importância da prevenção, que é sinalizada por médicos e especialistas como um momento decisivo para que haja um diagnóstico precoce seguido das medidas efetivas para interromper a evolução da doença.


     Particularmente, eu acho a iniciativa, além de belíssima, muito bem conduzida: há cidades que recebem uma iluminação rosa em monumentos e prédios públicos para que os cidadãos relembrem a importância da campanha. Até mesmo o Cristo Redentor brilhou com tons de rosa para dar visibilidade ao mês da conscientização em 2008! Tendo em vista que o câncer de mama é o que mais mata mulheres em todo mundo, considero essas iniciativas de suma importância, e acredito que elas têm um resultado muito positivo e facilmente identificável no dia-a-dia.


     Especialmente durante esses eventos, precisamos relembrar a todas as amigas, familiares e conhecidas que a mamografia deve ser um exame de rotina do qual não podemos nos esquecer. Através dela, pode ser feito um diagnóstico precoce da doença que, em fase inicial, tem grandes chances de cura. Apenas para se ter uma ideia de como o câncer de mama vitima mulher ao redor do mundo, o Inca (Instituto Nacional de Câncer) estima que em 2012 a doença atingiu mais 52.680 mulheres. Por isso, inteire-se das campanhas que estão acontecendo na sua cidade, mantenha seus exames em dia e, principalmente, não deixe de conversar sobre o assunto no seu círculo de amizades. Vamos deixar esse laço nos envolver, pois não há doença que supere a força que temos todos unidos e conscientes! 


Texto por Liziane Edler, do blog Licença para o imperfeito




12 outubro 2014

Resultado do sorteio dos Livros O Punhal e o Ritual autografados + Novo Sorteio

Bom dia!!!
Hoje vamos anunciar a felizarda que ganhou os 2 livros + 16 marcadores da autora Jéssica Anitelli.
O sorteio foi realizado na nossa página do Facebook, pelo aplicativo do Sortei.me  e eu fiquei super feliz com a quantidade de inscritos e pra quem participou e não ganhou não desanimem que já estou preparando outros mega sorteios pra vocês.



Os prêmios deste sorteio eram:

1 livro O Punhal da série O Punhal autografado
1 livro O Ritual, da série O Punhal autografados
5 marcadores do livro O Ritual
5 marcadores do livro O Punhal
3 marcadores do livro Aroma da Sedução
3 marcadores do livro Notas de Luxúria

Muita coisa né? Mas vamos deixar de enrolação e vamos logo falar quem ganhou, a sortuda foi a Desirré Souza, que mora no Rio de Janeiro e ela tem até 48 horas para responder ao nosso contato com os dados para envio dos prêmios.



E se você ainda não curte nossa página curta ai, que já vamos sortear mais livros nacionais.
O próximo será Em Sua Companhia, da Brooke J. Sullivan!
 O livro é o primeiro da Trilogia Minha. 

SINOPSE:

Verônica é uma mulher linda e atraente. Uma acompanhante de luxo que deixa os homens loucos por ela. Ela se mantém fria e insensível com seus clientes. Seu único objetivo: conseguir dinheiro suficiente 
para custear o tratamento de sua mãe. Até que um dia, ela é contratada por Adrian, um milionário que conhecia bem esse tipo de mulher. O que ele queria era a sua companhia apenas para uma viagem de negócios. Mas, Adrian não conseguiu manter-se afastado de Verônica por muito tempo. A situação foge de controle e eles iniciam um relacionamento intenso e conturbado.


Gente quer pirar de vez? Assista ao Book Trailer e se apaixone perdidamente!
É mais que demais!


11 outubro 2014

Sorteio em parceria com o blog Mato por livros




Olá amadas!
Esse mês o blog Mato por livros, da querida amiga Fernanda Braga completa 01 ano de vida e ela convidou um grupo de amigas blogueiras para fazermos um mega sorteio em conjunto! E claro, o De tudo um pouco, não poderia ficar fora dessa né?
"Nesse um ano aconteceram muitas coisas, mas muitas mesmo. E estamos MEGA felizes com tudo o que conquistamos, mas mais ainda com as amizades que fizemos.
E foi pensando nessas amizades que convidamos os blog's amigos e parceiros para participarem desse super sorteio recheado de livros maravilhosos."
O sorteio será dividido em duas partes para que não fique tão cansativo preencher todas as entradas. 
A primeira parte acontece agora do dia 01 a 15. E a segunda do dia 16 a 31. Ok?
São 25 livros e mimos para 5 ganhadores.
Então não deixem de participar, afinal a seleção de livros está de tirar o fôlego!

Esperamos que gostem. "Bora" conferir os kit's?

Despertar - A Bandeja, de Lycia Barros - Leituras Vidas & Paixões
Antologia Desejos - Maníaca Por Livros
A Lenda do Lago Dourado, de Edson Vanzella Pereira - Experimentando Livros
Enquanto a Chuva Caía, de Christiane M.- Cabeças de Vento

a Rafflecopter giveaway




A Menina Mais Fria de Coldtown, de Holly Black - Livros e Chocolate Quente
A Vida do Livreiro A. J. Fikry, de Gabrielle Zevin - Sem Spoiler
Extraordinário, de R.J Palacio - Livros Y Viagens
Kit de Mimos - Mato Por Livros

a Rafflecopter giveaway




Diários da Princesa, de Meg Cabot - Mato Por Livros

a Rafflecopter giveaway



Bem pessoal é isso. 
Espero que vocês gostem do sorteio e dos lindos livros que escolhemos para vocês.

E não deixem de conferir a segunda parte depois do dia 16 ok? E para já ir adiantando curta a página do blog e fique por dentro de todas as novidades!

Boa sorte a todos! 


10 outubro 2014

Estou de volta + justificativa da ausência!

Bom dia galerinha!
Vocês devem ter notado nas ultimas semana blog ficou meio que desatualizado né? Mas não abandonamos o blog não, quem acompanha desde o começo sabe que o meu filho tem ( tinha, rs)  um problema de saúde e que ele faz tratamento em outra cidade, pois bem, em novembro ele fez exames e seria operado em outubro, acontece que chegamos no hospital na terça- feira, dia 23 de setembro  e já na quarta, dia 24 ele estava sendo operado, foi muito rápido e não deu tempo de deixar nada programado.
Ele fez 5 cirurgias, foi um sucesso e ele está muito bem, se recuperando super rápido e sem complicações, o melhor é que ele não precisará mais fazer cirurgia nenhuma, graças a Deus ele está curado.

Queria agradecer o carinho de todos vocês que me visitaram, comentaram e dizer que vou retribuir cada visitinha e carinho deixado aqui, agradecer também aos colunistas que postaram neste tempo, a Lizi, a Carol e ao Ademilson que nem tive tempo de apresentar mas que como vocês viram já fez uma bela resenha literária pra gente.

Não sei se o blog terá postagens diárias este mês, pois preciso dedicar bastante tempo ao meu filho, mas em novembro tudo volta ao normal, estávamos com um projeto de postar 2 vezes ao dia em outubro, para comemorar o niver da blogueira ( que foi dia 1 de outubro) mas infelizmente não vai dar, então vamos adiar este projeto, mas teremos muitas novidades, sorteios e promoções para vocês.
Falando em sorteio, amanhã é o dia de sortear os livros da Jéssica Anitelli, quem ainda não estiver participando não perca a chance, serão 2 livros autografados + 16 marcadores.
Basta curtir nossa página no Facebook,  acessar  neste link e clicar em Quero participar!






Beijos e até a próxima!

03 outubro 2014

Resenha do livro Tipo Destino, de Susane Colasanti – Li Para Chegar ao Topo #1

Tipo Destino

Tipo Destino conta a história de Lani, uma taurina tranquila, Erin, a tempestuosa leonina e Jason, um idealista libriano. Lani e Erin são melhores amigas que compartilham de uma história, mas a relação entre elas fica mais abalada quando as duas se apaixonam pelo mesmo garoto.

Esse é o tipo de livro para se ler como distração e para os que procuram uma leitura leve, sem grandes dramas. As páginas passam voando, pois além das folhas serem amareladas, há muita presença de diálogo e pouca descrição de ambientes; a autora prioriza os personagens e seus sentimentos. Isso não quer dizer que eles sejam bem desenvolvidos. Na verdade, acredito que Susane poderia, sim, ter explorado muito mais as suas criações, mas como se trata de um livro adolescente, isso talvez pudesse arrastar a leitura e torna-la menos acessível.

O destaque é o crescimento de Lani e os amigos durante a história. Lani, principalmente, por quem temos “maior intimidade” por se tratar da narradora. Tem o draminha básico das amigas que se apaixonam pelo mesmo cara e é tudo muito previsível, exceto pelo fato de que a autora acrescenta um pouco de conceitos de astrologia no enredo. Ela também trabalha um pouco sobre o bullying e preconceito contra homossexuais, embora de uma forma bastante rasa. Tem cenas divertidas que garantem algumas risadas: Blake é o melhor personagem, em minha opinião, e é ele que vai te garantir muito divertimento enquanto Lani faz uma tempestade em copo d’água – pelo menos no começo do livro.

Susane Colasanti consegue fazer um bom retrato dos adolescentes e as páginas transparecem seus anseios, medos e traumas. É uma autora bastante fácil de ler, e ela é muito atenciosa com os leitores nas redes sociais. O legal de seus livros é que eles sempre têm uma bonita mensagem, uma lição no fim. Tipo Destino é recomendado para quem quer uma leitura dinâmica e engraçada. Chega a ser bobinho em vários pontos, mas cumpre sua função de entreter.

Meu nome é Ademilson Filocreão (Facebook: https://www.facebook.com/ademilson.filocreao) e eu serei o responsável por essa coluna, a "Li Para Chegar ao Topo". Postarei nos dias 03 e 29 de cada mês as resenhas de livros que eu tiver finalizado. Além de ler, gosto de escrever, assistir séries e ouvir música. Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital