30 abril 2014

Amor entre as esculturas



Que delicia! Que loucura!
Só de pensar este desejo me tortura
Me faz pirar e ficar desesperada
Me faz ficar calma e ao mesmo tempo atormentada...

Não sei  explicar como
Mas me apaixonei
E mesmo sem querer amar
de repente te amei

Sentia o coração aquecer,
só de ouvir tua voz
Pensava no que não aconteceu
mas poderia acontecer entre nós

Durmo sonhando contigo
E acordo pensando em você
As lembranças dos teus sorrisos nos meus sonhos
Não me deixam te esquecer

Passo o dia vendo o teu rosto
Em todo lugar
Sua voz não sai da minha cabeça
Parece me enfeitiçar

Quero ser tocada com suas mãos com ternura
Quero ganhar seu coração
E viver contigo aventuras
Realizar fantasias e deliciosas loucuras
Quero fazer contigo
Amor entre as esculturas.


Autora: Silvânia Alves


COMENTE PELO BLOG!

6 comentários:

  1. Que poesia linda! A escultura também não fica atrás.
    Beijinhos
    :)

    http://cariocaemportugal.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Que graaaça!! Amei o post
    Continue assim que vai longe, viu?
    Super beijo, princesa!

    www.agorasoulinda.com

    ResponderEliminar
  3. Amei o poema!
    Expressar o amor através de palavras é também uma arte.
    Escrever é a forma mais sincera de transmitir o que sentimos.

    Adorei o blog!
    http://carolsemroteiros.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

Páginação - Não altere este gadget!





© de tudo um pouco - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO POR Horion Agência Digital