profiss

29 abril 2013

Mais velozes e muito mais furiosos


Mais velozes e muito mais furiosos




Não! Sinto decepcioná-los, mas não é do filme que vou falar, tampouco do elenco de beldades incluindo Vin Diesel, Paul Walker e Michelle Rodriguez, que velozmente possam ter vindo a mente das mais assanhadinhas e assanhadinhos.
Infelizmente, o assunto hoje é um pouco mais sério. Estamos para encerrar o mês de abril com uma estatística lamentável, vergonhosa e especialmente alarmante. Trata-se dos acidentes de trânsito, oriundos de uma série de infrações que já viraram rotina na vida dos condutores do Rio de Janeiro. Neste artigo darei ênfase aos motoristas profissionais.
No dia 02 de abril, o Rio ficou chocado com uma tragédia anunciada, pelo menos, aos observadores mais sensíveis. Uma discussão, seguida de agressão física entre um passageiros e um motorista dentro de um coletivo em movimento, culminou com a queda do veículo de um viaduto de cerca de 10 metros de altura, ceifando a vida de sete pessoas e deixando mais outras 11 feridas.
Outro caso que chamou atenção aconteceu na semana seguinte, no dia 10/04. Um ônibus desgovernado invadiu um posto de gasolina desativado, atingindo um outro carro e atropelando um carrinho de bebê, uma criança de apenas 3 meses, que não resistiu ao choque, deixando a mãe seriamente perturbada e sentido-se culpada por não conseguir tirar o carrinho da frente do ônibus que vinha em alta velocidade. Nos dois casos, os ônibus acumulavam multas por excesso de velocidade.
Na Barra da Tijuca, por volta das 09:00h da manhã, presenciei dois ônibus batidos em frente ao meu trabalho. Sendo um deles da linha Transoeste, popularmente conhecido como “Ligeirão”. No dia seguinte, a sensação de estar vivendo um deja vu, no mesmo horário, e também na Barra da Tijuca, na saída do Mergulhão, um ônibus da Transoeste havia colidido com um carro de passeio. Acidentes e discussões e discussões estão se repetindo cada vez mais.
Afinal, qual o motivo de tal comportamento furioso? O que pode estar influenciando tamanha agressividade, que se traduz em alta velocidade e infrações? Na minha opinião, é o famoso estresse pelos quais os motoristas são submetidos diariamente.


 A realidade dos motoristas no RJ e acredito que em todas as Capitais é de dar dó. Muitos sofrem pressão das Empresas pelas quais trabalham, sendo obrigados a “dobrar” sua jornada de trabalho. Já estive num ônibus, por exemplo, que o motorista após ter trabalhado a noite inteira, estendeu o serviço pela manhã. O resultado era que estava tão sonolento que não discernia quando soava o sinal para parar no ponto e cometia sucessivos erros, colocando em risco sua própria vida e a das demais pessoas, dentro e fora daquele ônibus. Fora a própria natureza da atividade que é estressante, os motoristas ainda lidam com a dupla função de dirigir e cobrar a passagens simultaneamente.  Os longos engarrafamentos, agravados por trechos em obra por toda a cidade, aliados às pesadas linhas ou trajetos que são submetidos a cumprir, chega a ser desumano. Não há dúvida de que a crise está instalada no setor de auto viação. Este quadro infelizmente tende a persistir, pois a profissão não é atraente para novos profissionais, e os que já se encontram  nesta profissão, como a maior parte dos brasileiros, o fazem não por ser uma carreira que traga satisfação e reconhecimento, e sim, para satisfazer suas necessidades básicas de sustento próprio e de seus dependentes.
Esse falso senso de urgência, que mais parece pressa, tomou conta da cidade do Rio de Janeiro, com obras imediatistas por toda parte, transformando o Rio num verdadeiro caos. Não tenham dúvidas, tudo isso está relacionado ao clima de Copa do Mundo que permeia especialmente entre os poucos favorecidos com o evento. Pois bem, como disse no princípio, esse jeitinho sem-vergonha de varrer toda sujeira para debaixo do tapete só é perceptível aos olhares mais sensíveis e atentos.




10 comentários:

  1. Hoje em dia esta no transito exige muita calma e paciência, o extresse as vezes acaba criando brigas! :/

    seguindo os três blogs! te peço que siga meu cantinho também , beijo

    http://kelly-club.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Olá, tudo bem? Então.. te indiquei em uma tag.
    Segue o link: http://modaeumpoucodecafe.wordpress.com/2013/04/29/tag-conhecendo-o-blog/

    bjs e espero que goste :)

    ResponderEliminar
  3. OLaa te convidando pra partcipar do super sorteio do blog corre láaa
    Esta no ar!!! SUPER SORTEIO UM LINDO SECADOR ARNO LISSIMA!!!!

    http://stupedodesejo.blogspot.com.br/2013/04/super-sorteio-secador-lissima-arno.html

    ResponderEliminar
  4. Aqui em sampa as coisas não são muito diferentes. É triste. Com certeza o Rio deve estar a zona por causa da copa sim, e tb das olimpíadas, não? Bom eu nem vou falar disso pq sou totalmente contra fazer copa e olimpíadas no Brasil, mas tudo bem! Voltando ao assunto, penso que o governo poderia ficar mais atento a isso, criar mais cargos, para que uma pessoa só não faça uma jornada enorme de trabalho...sei lá!!

    Bjinhos
    Ju
    asbesteirasquemecontam.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com vc, mas não acho que seja só a copa, até por que desde muito tempo que a situação no transito brasileiro é caótica e muitos morrem devido as brigas que eles mesmos causam por pura ignorância.

      Eliminar
  5. Aqui em Recife,as coisas são assim caóticas tbm!!!Já seguindo e curtindo!!!
    Bjus

    http://blogluminoso.blogspot.com.br/

    https://www.facebook.com/pages/Blog-Luminoso/289065057863347?ref=hl

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...