profiss

10 abril 2013

Essa corna sou eu! ( Parolando com Paula Reis)

Gente, a Paulinha resolveu soltar a escritora que há em si novamente e como não podia deixar de ser vamos falar a VERDADE sobre alguém, rsrsrsrs...E desta vez a "homenageada" é.............................................Érica, a namorada/noiva/amante/ficante/mãe/amiga/ do  " cara" Théo...

Que Eriquinha é um poço de carências e frustrações todo mundo sabe né, mas vamos ver a verdade por trás da tenente do exercito?
Com vcs, Parolando com Paula Reis! Se divirtam!




Essa corna sou eu!
"Se por trás de todo grande homem existe uma grande mulher, então vale o inverso também: por trás de um pequeno homem talvez exista uma mulherzinha de nada."

(Grandes e pequenas mulheres)
Martha Medeiros

Oh my God! Quem essa “talzinha” de Martha Medeiros pensa que é pra ter tido essa sacada antes de mim? Só irei perdoá-la e não processar sua família porque quem sabe ela não foi uma encarnação minha em vidas passadas? Vai saber!
Brincadeiras à parte, vamos esquentar a conversa, pois boa ariana que sou, vou direto ao ponto. E o ponto em questão se chama Érica. Ela mesma, a namorada, ex namorada, noiva, pente certo, amiga, esposa, companheira, relação estável, ah, não sei, são tantos nomes que dão hoje aos casais e essa Érica já foi tudo isso nas mãos desse Théo que fiquei confusa!
Gente, e o mais triste, é que existem mulheres assim, com a auto-estima lá nos lençóis freáticos de tão profundo.
Inocente ou culpada? Vamos analisar a situação da nossa amiguinha imaginária (vai, confessa que aqui não é o “Curíntia”, mas tem um bando de loucas(os)!
Érica, uma pessoa normal, como eu, como você, se interessa pelo colega de trabalho, até aí tudo normal, muitas de nós encontramos o nosso companheiro em situações similares, e eles começam um relacionamento. Assim suponho, pois na trama, os dois já aparecem namorando quase casando até que “Esse Cara sou eu♫” (Eu gosto do fundo musical, dá mais poesia né?) o Théo, eis que o “pequeno homem” se encanta com a bela morena da praia de Boa Viagem, ops, não, essa é a Belle de Jour do grande Alceu, é que eu ainda estava na wibe da música! Então, Théo perde as estribeiras ao avistar a Bela Morena do Alemão mesmo! Ele se apaixona louca e precipitadamente por Morena e dá um chutezinho básico em Érica.
Até aí, tudo normal, quem nunca levou um pé na bunda que atire a primeira pedra!

Só que Érica não “se encontrou mais na natureza” sem seu macho alfa. Depois de perder seu namorado/ noivo ela poderia ter pensado: “Poxa, acontece né, bola pra frente, ela é a protagonista, eu sou só a “escada”, quem sabe mais pra frente a Glorinha me arranja coisa melhor, um encaixe, ninguém termina sozinho em novela mesmo, vou esperar ansiosamente pra conhecer um dinamarquês no avião indo pra Istambul, pra variar!”
Gente, e cá pra nós, a Glorinha até que tentou ajudar nossa amiguinha. Depois de sofrer um bocado com esse vai não vai da Morena pra Turquia e aturar esse Théo no “te amo Morena, te odeio morena” ela teve suas chances. Tentou com o o outro capitão lá, o Murilo Rosa, e que rosa! Só que tentou com a motivação errada né, em vez de querer conhecer o cara numa boa, ou então o mais sensato, dar um tempo pra si mesmo, não, foi logo projetando o Théo no outro, Ah, é só dizer que tenho vergonha na hora do vamos ver, peço pra colocar uma meia-luz, uso um pouquinho a imaginação e finjo que ele é o Théo, olha que solução genial! Não deu certo, lógico! O Murilo Rosa não é o Théo, (gente, não estou falando o nome do personagem de propósito, ta, antes que pensem que eu esqueci, imagina que eu iria esquecer, e nem estou com preguiça de ir no Google, imagina, preguiça, eu?) e aí a coitada nem consegui tirar uma lasquinha na rosa do Murilão! Ficou no zero a zero, pagou o maior micão e ainda por cima foi se explicar pro Théo: “Ai Théo, que vergonha, a gente não teve nada sabe, eu não consegui!” Genteeeeeeee, essa guria merece o que? Foi mais ou menos assim que aconteceu e ela deixou o Capitão 02 escapar. Aí a Glória Perez, cupida atrapalhada (deve ser o fuso horário que a deixa assim) coloca o Celso (Caco Ciocler) ex marido da Antônia (Letícia Spiller) na vida dela. Então, os dois com muito em comum, ambos levaram um pé na bunda, foram trocados, magoados, etc. Dois arrasados se conhecendo, qual o assunto principal? Os ex né? Só que o Celso falava mau da ex, e a Érica, gênia, concluiu que ele ainda gostava da ex, e que só ficava falando de ex e blá blá blá. (ta vendo como mulher quando não está apaixonada rapidinho fica esperta?) Dispensou o cara sem pestanejar e olha que ele era bom partido. Pelo menos não era um endividado, já era separado, em processo de divórcio e a ex não quer ele de volta nem pintado de ouro. (Isso muitas vezes quer dizer: Fuja para os montes, mas em alguns casos, é bem conveniente que ninguém do passado atrapalhe sua futura relação). Convenhamos que o Celso era um mala mesmo, mas e o Théo que até hoje fala da ex? E se ela não tivesse morrido mesmo, falaria pra sempre!
Sem contar que ela fez de tudo pra prender um homem que definitivamente não a ama. Armou com a sogra pra prenderem o cara na marra, aceitou voltar com ele mesmo depois dele ter pego a melhor amiga dela, aceitou morar com a sogra, conviver com as implicâncias de uma sogra super protetora, enfim aceitou tudo, se tem uma coisa que essa mulher sabe fazer é aceitar. Gente, e a famosa lenda (revistas de fofocas) estão sugerindo que a Morena irá dar a filha dos dois pra Érica e Théo criarem, e eu não duvido nada, do jeito que essa Glória Perez é maluca, que isso aconteça mesmo. E aí, o que vai acontecer? Aceitar né, fazer o que! Mulher que não tem controle sobre a própria vida e vive em função de homem, não tem outra escolha a não ser essa: Chorar as pitangas pro resto da vida e aceitar os galhos! Que tipo de corna é nossa amiguinha? Eu dou o veredicto: A corna mansa!

8 comentários:

  1. Bom,tirando por mim eu vejo da seguinte maneira:
    Eu não vejo novelas,mas pelo que pude perceber,essa menina tem um certo espirito aventureiro de cunho feminista...mas acontece que os homens ficam com medo,e começam a 'fugir'....daí ocorre o inesperado...essas mulheres começam a ter comportamentos machistas para atraí-los de volta...daí vem as "mulheres fruta" da vida...e normalmente nessa hora elas são traídas,quando não mortas,como a Elisa Samúdio...
    Resumindo,o Feminismo perde a guerra para o medo da solidão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a mesma opinião!

      O medo de ficar sozinha parece maior do que a coragem de enfrentar a verdade e perceber que está sendo feita de trouxa, de válvula de escape( Pq pra mim a Érica é isso na vida do Théo).

      Eliminar
  2. Eu já nem olho muito esta novela, tá de encher né? Sem comentários a personagem da Flávia Alessandra. Eita novelinha ruim!

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem comentarios então Tássia, rsrsrs.

      Eu AINDA assito, memso que seja pra dar umas " espizinhadas" nos personagens depois.

      Bjs!

      Eliminar
  3. Como não posso assistir no horário normal, ainda me dava ao trabalho de assistir pela globo.com, mas está ficando realmente muito sem enredo. Desanimei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tbm concordo que a novela " se perdeu" pelos caminhos turcos, rsrsrs.

      Aliás, nunca entendi esta paixão da autora de por em toda novela uma ligação Brasil/outros países.

      Bjs.

      Eliminar
  4. Eu nao vejo esta novela
    Mas ja vi mta gente reclamando da novela
    bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Áhh, mas vc naão vê amiga? É tão baoa pra gente dar umas gargalhadas depois lendo os posts da Paulinha, kkkkkkkkkkkkkkk

      Bjão, adoro sua visita aqui.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...